(47) 3338-1916 | WhatsApp (47) 99961-0533 contato@mordent.com.br

      Controle de tártaro, clareamento dental, hálito fresco, redução da sensibilidade. Com tantas marcas de creme dental disponíveis nas prateleiras, a escolha da melhor pasta de dente pode parecer difícil. Por isso, vamos te ajudar a entender os tipos diferentes e escolher com tranquilidade a melhor opção para cuidar do seu sorriso.

      Para que serve a pasta de dente?

      A função principal do creme dental é auxiliar o processo de escovação dos dentes, conferindo polimento e contribuindo para a remoção das bactérias e manutenção do bom hálito. Embora a pasta seja indispensável, é a escova de dente quem tem o papel mais importante na higiene bucal.

      Que quantidade usar?

      Enquanto na propaganda vemos grandes e coloridas ondas de creme dental sobre a escova, na vida real, menos é mais. A quantidade do tamanho de um grão de ervilha é suficiente para fazer a higienização sem que o excesso de produto prejudique a visualização dos dentes e o alcance da escova.

      É importante prestar atenção também à quantidade de fluoreto, que contribui para a prevenção de cáries. Toda pasta de dente deve conter a média de flúor recomendada pela Associação Brasileira de Odontologia, que é de 1000 a 1500 ppm. Essa informação geralmente é encontrada na parte de composição do rótulo.

      Tipos de creme dental

      Uma vez que você já sabe a quantidade de flúor e de produto recomendada para escovação, é importante escolher a pasta de dente que mais atende as necessidades do seu sorriso.

      Alívio da sensibilidade

      Esse tipo de pasta é indicado para pessoas que sentem desconforto ao ingerir alimentos muito gelados ou quentes, pois contém substâncias que protegem o esmalte e obstruem os poros que ligam os nervos aos dentes.

      Dentes mais brancos

      Para quem deseja amenizar as manchas dos dentes ou mesmo prolongar o efeito do clareamento dental, esse tipo de pasta contém componentes como o peróxido de carbamida e o bicarbonato de sódio, que ajudam a reduzir pigmentos. Vale ressaltar que esse produto por si só não tem o mesmo efeito que um clareamento dental feito em consultório odontológico, e que seu excesso pode sensibilizar os dentes, já que possui substâncias mais abrasivas que os cremes convencionais.

      Hálito fresco

      O bom hálito envolve um conjunto de fatores, como boa higienização, hábitos alimentares e saúde de modo geral. No entanto, para quem uma boca saudável e deseja manter o hálito com cheiro agradável, existem opções com sabores específicos no mercado que podem ajudar nessa tarefa, assim como enxaguantes bucais. Ao escolher, opte por uma opção que não contenha corantes artificiais.

      Pastas infantis

      Para as crianças, a quantidade e o tipo de creme dental mais adequado varia conforme idade,  necessidade de flúor e outros fatores. É importante evitar corantes artificiais e sabores muito adocicados. Mas a dica principal é buscar sempre a recomendação do odontopediatra, logo no surgimento dos primeiros dentinhos.

      Doenças periodontais

      Em caso de problemas bucais como gengivite, existem produtos específicos com antissépticos que podem auxiliar no tratamento.

       

      Seja qual for a sua necessidade, nossa dica de ouro é escolher, junto com o seu dentista de confiança, a melhor opção para sua saúde bucal.

       

      Agende sua consulta!