Nosso Blog

Odontofobia: o que é?

Você certamente já conheceu pessoas com medo de dentista, que ficam aterrorizadas ou com pânico, só de pensar em uma consulta de rotina.

Geralmente, pacientes vítimas de odontofobia tiveram algum tipo de experiência traumática com um determinado profissional, porém as causas ainda não são muito claras. Na maioria das vezes, ocorre devido a algum trauma de infância. A pessoa pode ter sofrido um atendimento inadequado em algum consultório odontológico ou presenciado alguma situação assustadora, nem sempre relacionada diretamente ao consultório, causando o trauma.

O profissional vai avaliar o paciente, para assim saber diferenciar se é medo ou fobia 

Existem casos de pessoas que desmaiam antes ou durante os procedimentos. Alguns têm pânico da anestesia ou agulha, pavor de sentir dor e até mesmo o cheiro do consultório lhe causa ansiedade, outros sintomas como alterações na respiração e nos batimentos cardíacos, aumento da transpiração, tremores, ansiedade extrema, palidez e tensão muscular. Muitos não conseguem abrir a boca para o cirurgião-dentista. Muitas vezes, em casos de fobias extremas, é necessária a intervenção com anestesia geral. 

Por se tratar de uma fobia, a pessoa necessita de ajuda psicológica com um profissional da área. O uso de medicamentos também pode ser indicado. Nesses casos, é necessário buscar ajuda de um psiquiatra. Todos esses profissionais atuam de forma multidisciplinar com o dentista, que também é responsável por atender da forma mais acolhedora e empática.

Para conseguir realizar o tratamento nesses pacientes, os profissionais de odontologia, muitas vezes, optam pela sedação consciente. Assim, aplicam uma anestesia mais leve que diminui o nível de consciência do paciente, mas que não afeta a habilidade de respirar ou responder a estímulos

Realizam-se diversas técnicas dentro do consultório, que permitem que o tratamento aconteça com conforto e segurança. Há protocolos de sedação por inalação para diminuir a tensão e o medo. Tudo é feito dentro do consultório e a recuperação é bem rápida. O paciente fica acordado, mas mais calmo e relaxado.

É importante ressaltar que consultas regulares ao dentista, vão além da questão estética. Ir ao dentista regularmente previne problemas graves como infecções e até mesmo doenças cardiovasculares, por isso a importância de combater a odontofobia.

É fundamental encontrar um profissional de confiança. Lembrando que durante a consulta, o especialista pode encaminhar para um psicólogo ao perceber a odontofobia.

Na Mordent, contamos com profissionais altamente capacitados.

Agende uma avaliação e mantenha a sua saúde bucal em dia!

Telefone para (47) 3338-1916 ou chame no WhatsApp (47) 99961-0533.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin